Águas de côco de caixinha não são 100% naturais

Água de coco hidrata, tem poucas calorias e oferece diversos benefícios ao corpo humano, ainda mais para quem pode degustar com um canudinho direto da fruta e de frente para o mar. Como nem todos têm esse privilégio, lançar mão da bebida em caixinha é válido, mas é preciso atenção: alguns produtos não são 100% naturais como dizem e trazem mais sódio em sua composição do que anunciam em seus rótulos.

O teste da água de côco

Analisamos embalagens de um litro (1L) de seis marcas de água de coco industrializadas presentes no mercado: as cinco mais vendidas (de acordo com a revista SuperHiper) – Kero Coco, SoCoco, DuCoco, Coco do Vale e Do Bem – e a marca Obrigado, que tem a proposta de ser elaborada sem a adição de açúcares e conservantes. O objetivo era avaliar a rotulagemacidez, presença de açúcar e micro-organismos e análise sensorial dos produtos comercializados na caixinha.

A boa notícia é que todas as marcas atenderam aos padrões de higiene e pH previstos na legislação, além de apresentarem baixos teores de açúcar . Porém, alguns problemas apareceram na rotulagem. Verificamos que algumas informações presentes no rótulo podem levar você a uma interpretação errada dos produtos, como alegações “100% coco praiano”, “Sem conservadores” e “Sem adição de açúcar”, já que substâncias como sacarose e metabissufito de sódio (INS 223) e potássio (INS224) estão presentes na lista de ingredientes. Alegações como essas não são permitidas por lei.

Constatamos também que há informações ausentes em algumas embalagens do produto. Dos seis testados, quatro (Coco do Vale, DuCoco, KeroCoco e Obrigada) não trazem a data de fabricação. Embora não seja um dado obrigatório, ele permite que você opte por bebidas produzidas mais recentemente. O modo de conservação e a informação sobre o perigo à saúde quando essas indicações não são seguidas, previstas em lei, também foram omitidas.

Já na análise da veracidade das informações, vimos que a marca Coco do Vale, apresentou 60% a mais de sódio e 31% de potássio na amostra do que o informado no rótulo; a DuCoco, continha um teor de potássio 37% maior que o descrito em sua embalagem; e a SoCoco, traz a maior variação de sódio entre todas as analisadas: 64% acima do valor indicado na caixinha.

Vale a pena consumir?

No geral, por se tratar de um líquido com baixo teor de açúcar, segundo critérios internacionais de avaliação, a água de coco industrializada é uma opção mais saudável do que bebidas adoçadas, como refrigerantes e sucos de caixinha. Entretanto, você deve estar atento ao rótulo optando pelos produtos que não tragam na sua lista de ingredientes açúcares (ainda que adicionados para padronização (padronização do produto) e conservantes.

Para diabéticos e hipertensos vale um alerta: mesmo direto da fruta, a água de coco não deve ser consumida em excesso, pois contém naturalmente sódio e açúcares, variando de acordo com a maturação do fruto.

Veja abaixo a avaliação global das marcas:

tabela-teste-aguadecoco

Publicado pela Proteste

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos

Shares