Parque homenageia a imigração japonesa

 

O Parque Centenário da Imigração Japonesa, em Curitiba, está sendo transformado pela Sanepar em um polo irradiador de conhecimento e educação para a sustentabilidade. As obras estão em andamento e a previsão é que o Governo do Estado e a prefeitura entreguem o local à população no fim deste mês, dentro das comemorações pelos 324 anos de Curitiba e dos 110 anos da chegada dos imigrantes japoneses ao Paraná.

Nesta semana, teve início a limpeza dos lagos localizados na área, com a retirada de plantas aquáticas. Os trabalhos de reforma do prédio e de jardinagem também estão em ritmo acelerado.

“O Parque abrigará um conjunto de atividades para sensibilizar, mobilizar e promover a reflexão da sociedade sobre a problemática ambiental atual, a preservação dos recursos hídricos e o papel de cada cidadão neste cenário”, explicou o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche.

Os conceitos abordados no espaço serão materializados no Memorial do Rio Iguaçu, a ser montado na parte superior do prédio. O Parque está localizado às margens do Rio Iguaçu, a poucos quilômetros de sua nascente. Aspectos históricos, de ocupação e potenciais das bacias do Alto, Médio e Baixo Iguaçu farão parte da exposição.

ESPAÇO ABERTO – O espaço para ações socioambientais será aberto à população. Visitas pré-agendadas, especialmente voltadas aos alunos dos ensinos fundamental e médio, vão ocorrer de terça a sexta-feira, das 9h às 17h. Aos sábados e domingos, o espaço estará aberto a toda comunidade, com visitas mediadas em horários específicos no período em que ficar aberto ao público.

No local estarão disponíveis, ainda, uma sala multimídia e um auditório para 120 pessoas. O objetivo é que sejam promovidos cursos de capacitação para a comunidade do entorno, além de palestras e eventos voltados à temática ambiental.

PARCERIA – Para promover a ocupação cidadã do espaço, a Sanepar terá apoio e parceria da Prefeitura de Curitiba e também da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba (Nikkei Curitiba).

O presidente da entidade, Rui Hara, comemora o fato de a entrega do parque ocorrer no ano da comemoração dos 110 anos da imigração. Segundo ele, a associação apoiará as atividades socioambientais e também será a responsável por promover e disseminar a cultura japonesa no local, por meio de oficinas, cursos e outras atividades. “Estamos comprometidos como projeto”, afirmou.

 

AEN

 

 

 

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos

Shares